USP | Cientistas brasileiras criam embalagens a base de amido de mandioca.

Cientistas brasileiras criam embalagens biodegradáveis USP

Este deve ser o primeiro filme maleável, 100% biodegradável e comercialmente viável visando reduzir de 30% a 40% do lixo gerado.

Nas últimas décadas, o plástico tem se tornado um dos maiores problemas do nosso planeta. A sacola plástica por exemplo, leva cerca de incríveis 400 anos para se decompor e é utilizada em massa no mundo inteiro. Uma vez que isso se tornou um problema mundial, as nações buscam alternativas biodegradáveis para solucionar a gravidade desse problema.

O alto acúmulo do plástico cria verdadeiras ilhas de lixo no Pacífico, sendo responsável pela morte de diversos animais marinhos que convivem com grandes quantidades desses resíduos em seu habitat. Visando diminuir os prejuízos causados, cientistas brasileiras desenvolveram embalagens biodegradáveis a base de amido de mandioca que serão utilizadas para alimentos.

Mar de lixo
Mar de lixo

As cientistas do Laboratório de Engenharia de Alimentos (LEA) da Escola Politécnica (Poli) da USP criaram embalagens 100% biodegradáveis, utilizando matérias-primas de origem vegetal e resíduos agro-industriais. A invenção vem como alternativa segura e ecológica para o uso do plástico convencional.

bioplastico
Pesquisa do Bioplástico

A pesquisa não propõe apenas um biomaterial alternativo para o plástico, o trabalho feito em laboratório vai além dessas expectativas. O Jornal da USP anunciou que uma das pesquisas desenvolvidas prevê a adição de uma substância da casca da uva à embalagem. Essa transformação permite que o material mude de cor quando entrar em contato com carnes ou peixes, durante o processo de deterioração. Este deve ser o primeiro filme maleável, 100% biodegradável e comercialmente viável.

Resultado do Bioplastico
Resultado do Bioplástico

O laboratório também tem pesquisas para investir em um material híbrido, que leve amido de babaçu e polipropileno em sua composição. Visando reduzir de 30% a 40% do lixo gerado, segundo a química Bianca Chieregato Maniglia, responsável pela pesquisa.

Informativo sobre o Bioplástico
Informativo sobre o Bioplástico

Obrigado pela visita e continue acompanhando as publicações dos Órfãos da Roanê.


Fábio Pappen

Artigo publicado por Fábio Pappen

Criador de conteúdo nas horas vagas.

Me acompanhe no Instagram

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *